Policia procura outro acusado de participar de crime em Pitangueiras

Policia procura outro acusado de participar de crime em Pitangueiras

Preso suspeito de matar auxiliar administrativo durante tentativa de assalto em Pitangueiras.

Jovem de 18 anos permaneceu foragido por três meses. Ele é um dos dois investigados por crime que resultou na morte de Diego Luciano Vieira em 2019.

Foi preso nesta terça-feira (28) um dos suspeitos de matar o auxiliar administrativo Diego Luciano Vieira, de 29 anos, durante uma tentativa de assalto em Pitangueiras (SP) no ano passado.

Alvo de um mandado de prisão temporária decretada pela Justiça e foragido há três meses, João Vitor Pereira, de 18 anos, se apresentou com o advogado na Delegacia Seccional de Sertãozinho durante a tarde, segundo informações da Secretaria de Segurança Pública (SSP/SP).

Ele prestou depoimento e foi levado para uma unidade prisional da região.

Para a polícia, ele é responsável pelo tiro que matou Vieira, abordado por uma dupla na madrugada de 27 de Outubro enquanto seguia de caminhonete pela região da Avenida do Café. A ação foi registrada por câmeras de segurança.

Outro suspeito de participação no crime, Felipe Washington Rodrigues de Souza ainda é considerado foragido.

Procurada, a defesa de Pereira informou que seu cliente não teve intenção de matar o auxiliar administrativo, que a arma disparou acidentalmente, quando o suspeito ficou entre a caminhonete e o caminhão, e que o que ocorreu naquela madrugada não foi um assalto, mas sim uma discussão.

Tentativa de roubo e morte
A tentativa de roubo que resultou na morte do auxiliar administrativo aconteceu na madrugada de 27 de outubro do ano passado.
Diego Luciano Vieira estava dentro da caminhonete parada no cruzamento da Avenida do Café com a Rua Rio Grande do Sul, por volta de 0h45, quando foi rendido por dois homens armados.

A vítima acelerou, na tentativa de fugir do local, e chegou a prensar um dos ladrões contra um caminhão que passava pelo local, mas acabou baleado. Ferido, ele ainda dirigiu por alguns metros, mas o veículo invadiu a calçada e bateu em uma placa. Ele morreu antes da chegada do socorro e a dupla fugiu.

Imagens das câmeras de segurança que gravaram a caminhonete de Vieira prensando um dos assaltantes levaram a Polícia Civil a identificar Felipe Washinton Rodrigues de Souza e João Vitor Pereira Pinheiro Ramos como suspeitos de participação no crime.

O caminho percorrido pela dupla até o cruzamento onde aconteceu a tentativa de assalto foi refeito pela polícia, que descobriu que os dois saíram juntos de uma praça no Centro.

Segundo a polícia, o homem que aparece armado no vídeo é João Vitor, que, mesmo atropelado e jogado contra o veículo que passava pela via, conseguiu atirar e atingir Diego.

Ainda de acordo com as investigações, imagens também mostraram que os dois fugiram correndo até a região do bairro Bela Vista.