Luta em favor da rede Hemocentro de Ribeirão Preto

Luta em favor da rede Hemocentro de Ribeirão Preto

Luta em favor da rede Hemocentro de Ribeirão Preto

O deputado Rafael Silva (PSB) é autor da Frente Parlamentar de apoio à rede Hemocentro de Ribeirão Preto. Nesta terça-feira, 03, ele participou de uma reunião com o relator do orçamento, deputado Alex de Madureira (PSD), sobre recursos para a instituição, que atende cerca de 30 mil pacientes de todo o Estado. Rafael também está mantendo contato com o vice-governador, Rodrigo Garcia, sobre o assunto.

Atualmente, o Hemocentro está com um déficit de R$ 6 milhões, valor que consta na Lei do Orçamento de 2019, em ato aprovado pela Alesp, publicado no Diário Oficial de 14/12/2018 (Anexo A), mas que ainda não foi repassado para a entidade. Desta forma, sem recursos, há risco de redução de atendimentos, coletas de sangue, transfusões e pesquisas.

A reunião contou com a participação do diretor-presidente da instituição, Prof. Dr. Dimas Tadeu Covas, da coordenadora Elaine Souza e do deputado Leo Oliveira (MDB). Para Rafael, o encontro reforça a luta em favor dos pacientes. “Conversamos e explicamos para o relator a necessidade urgente de recursos para o Hemocentro, a importância de todo um trabalho voltado para salvar vidas. O deputado Alex prometeu somar forças com a gente”, explicou Rafael.

Uma das ações mais destacadas do Hemocentro foi a recente cura de um paciente com câncer, em tratamento no Centro de Terapia Celular, sendo a primeira instituição a desenvolver tecnologia 100% brasileira para a produção de células CAR-T, responsáveis pela remissão da doença.

Dados – A rede conta com 490 profissionais, divididos em 14 unidades, nas cidades de Franca, Araçatuba, Presidente Prudente, Fernandópolis, Taubaté, Batatais, Olímpia, Bebedouro, além de Ribeirão. Há também agências transfusionais nas cidades de Jales e Santa Fé do Sul. O Hemocentro realiza, anualmente, 103 mil transfusões, que beneficiam cerca de 30 mil pacientes. Nesse período, são mais de 105 mil doações de sangue, que geram a produção e a distribuição de aproximadamente 280 mil hemocomponentes, para os quais são realizados mais de 2 milhões de exames laboratoriais (sorológicos, imuno-hematológicos e NAT).