• Home »
  • Noticias »
  • TRISTEZA – Mãe dá a luz a um menino, mas morre momentos depois da cesária em Matão
TRISTEZA – Mãe dá a luz a um menino, mas morre momentos depois da cesária em Matão

TRISTEZA – Mãe dá a luz a um menino, mas morre momentos depois da cesária em Matão

A alegria veio acompanhada de muita tristeza para os familiares e amigos de Valéria (não tivemos acesso ao sobrenome), que acabara de ser mãe novamente, mas vindo a falecer momentos depois do parto.

Valéria foi internada no Hospital Carlos Fernando Malzoni para realizar a Cesária de seu terceiro filho, um menino. A cirurgia ocorreu no período da tarde desse domingo, nascendo um bebê enorme e saudável (veja abaixo, foto da mãe com o recém-nascido, acompanhada de uma sobrinha).

Segundo informações obtidas pelo Fala Matão com familiares da mãe, momentos depois da cirurgia Valéria teve complicações no funcionamento do coração e da respiração, sofrendo uma parada cardiorrespiratória. Foi realizado o procedimento para tentar manter a vida da mãe, mas infelizmente veio a falecer.

Ainda segundo informações obtidas com familiares da mãe, que acabara de falecer, o corpo foi encaminhado para o SVO – Serviço de Verificação de Óbitos – de Américo Brasiliense para determinação precisa da causa do óbito.

O velório está previsto para acontecer em São Lourenço do Turvo, mas ainda sem previsão de horário.

Valéria deixa três filhos, um rapaz de 15 anos, uma menina de 12 anos e o filho recém nascido, além do atual companheiro, conhecido pelo apelido Japão, pai do recém-nascido.

A reportagem do Fala Matão entrou em contato com a assessoria de imprensa do Hospital de Matão solicitando mais informações sobre o ocorrido, mas até o momento do fechamento dessa matéria (22h50) não obtivemos retorno.

Nossos sentimentos aos familiares e amigos e a toda equipe médica e de enfermeiros que realizaram a cirurgia.

FONTE FALA MATÃO – https://www.falamatao.com.br/9/2765/noticia/M-atilde-e-d-aacute-a-luz-a-um-menino-mas-morre-momentos-depois-da-ces-aacute-ria-em-Mat-atilde-o.html