Jaboticabal realiza Semana do Lixo Zero

Jaboticabal realiza Semana do Lixo Zero

Jaboticabal realiza Semana do Lixo Zero

Dia D será no sábado, 26 de outubro; programação está sendo definida

A Prefeitura de Jaboticabal se uniu ao Instituto Lixo Zero Brasil e representantes da sociedade civil para debater ações que visem diminuir a geração de resíduos, além enfatizar a responsabilidade de cada um na gestão do lixo. A II Semana do Lixo Zero acontece de 21 a 31 de outubro e terá uma programação extensa. Neste ano, a temática abordada será “Um por todos, todos por zero”.

O conceito Lixo Zero consiste no máximo de aproveitamento e correto encaminhamento dos resíduos recicláveis e orgânicos e a redução – ou mesmo o fim – do encaminhamento destes materiais para os aterros sanitários e\ou para a incineração.

Sua segunda edição é organizada por voluntários em parceria com o Instituto Lixo Zero (ILZ), idealizador da iniciativa. “No ano passado fizemos ações focadas na conscientização de que cada indivíduo é responsável pela solução dos problemas causados pelo lixo. Conseguimos aprovar a Lei nº 4946, que torna obrigatória a conscientização anual sobre o tema e inclui o evento no calendário municipal”, relembrou a embaixadora do Instituto Zero Brasil em Jaboticabal, Carina Marques. “a programação completa está sendo definida e será divulgada em breve”, completa.

O evento é organizado pelo Instituto Lixo Zero, parceiros da sociedade civil, entidades públicas e privadas. Mais informações pelo email: cmcarinamarques@outlook.com

Lixo – Hoje, cada um de nós gasta mais de R$ 100 por ano com coleta e destinação do lixo. Se transformarmos isto em escolas, são mais de 10 mil escolas jogadas no lixo, literalmente. Ou 20 mil postos de saúde, 15 universidades federais, 15 mil quilômetros de estradas, por exemplo. Isto por ano, todos os anos. Em resumo, estamos jogando melhorias para as cidades no lixo.

O lixo é hoje um do principais problemas das cidades brasileiras e seu manejo representa uma fatia significativa do orçamento municipal. Além disso, boa parte dos nossos resíduos tem como destino o aterro sanitário, tendo pouca destinação para reuso, reaproveitamento e reciclagem.