Rodadas de negócios da FENASUCRO atraem compradores de 11 países

Rodadas de negócios da FENASUCRO atraem compradores de 11 países

Rodadas de negócios da FENASUCRO atraem compradores de 11 países

As negociações, que resultaram em mais de 600 reuniões entre empresas nacionais e internacionais, alcançaram uma previsão de transações em torno de R$ 99 milhões

As rodadas de negócio da 27ª FENASUCRO, que foi encerrada nesta sexta-feira (23/08), em Sertãozinho, atraíram compradores de 11 países e contaram com mais de 600 reuniões entre empresas nacionais e internacionais, gerando uma previsão de transações em torno de R$ 99 milhões.

No encontro internacional, organizada pela Apla (Arranjo Produtivo Local do Álcool) e Apex-Brasil (Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos), com apoio do CEISE Br (Centro Nacional das Indústrias do Setor Sucroenergético e Biocombustíveis), foi registrada a presença de compradores da Uganda, Suazilândia, Colômbia, Peru, Guatemala, El Salvador, Costa Rica, México, Bolívia, República Dominicana e Panamá.

Nos quatro dias de rodada de negócios internacional foram realizadas 514 reuniões, envolvendo 42 empresas brasileiras e 18 compradores internacionais, que reuniram mais de 400 pessoas entre vendedores e clientes, com uma expectativa de negócios de cerca de R$ 50 milhões.

Já a rodada de negócios nacional, realizada na quarta-feira e quinta-feira, contou com 108 reuniões envolvendo mais de 80 fornecedores e expositores e nove empresas compradoras. De acordo com os organizadores, 93% das reuniões tiveram expectativa de gerar a efetivação da negociação atingindo um volume em torno de R$ 49 milhões.

Para Paulo Paulo Montabone, diretor da feira, a 27ª FENASUCRO alcançou os resultados esperados e demonstrou a recuperação do setor, principalmente, em virtude do potencial de programas como o RenovaBio e CBIOs.

“O público presente superou os 39 mil visitantes de 2018. O levantamento parcial já apontou o registro de mais de 40 mil visitantes e a expectativa é positiva em relação ao volume de negócios projetados durante o evento”, diz Montabone.

Reforma Tributária

A Reforma Tributária foi um dos temas debatidos pelo setor durante os painéis de sexta-feira (23/08) na 27ª FENASUCRO, em Sertãozinho.

No auditório 1, a deputada federal Joice Hasselmann, líder do Governo no Congresso Nacional, abordou o tema durante o debate “Desafios da reconstrução do Brasil”, que fez parte da programação do Encontro do Grupo Lide. “É preciso simplificar o modelo tributário e as reformas vão sair porque a população está apoiando”, disse.

Já no auditório Zanini, o deputado Baleia Rossi, autor da PEC 45, tratou sobre o impacto da reforma no setor de bioenergia, que está em tramitação na Câmara dos Deputados. “Nossa proposta é muito boa para o setor sucroenergético, já que organiza o sistema tributário nacional e ainda desonera em 100% as exportações. Esse setor, que se encontra em uma situação de destaque, irá se beneficiar ainda mais”, afirma.

Balanço

De acordo com a organização do evento, o balanço final da 27ª Fenasucro deve ser divulgado até a próxima terça-feira (27/08), após a conclusão da análise dos resultados.

Em 2020, a FENASUCRO acontecerá entre os dias 18 e 21 de agosto, em Sertãozinho. A Feira Internacional de Bioenergia é realizada pelo CEISE Br e organizada pela Reed Exhibitions Alcantara Machado.

LEGENDA: As rodadas de negócio da 27ª FENASUCRO geraram uma previsão de transações em torno de R$ 99 milhões (Crédito: Fenasucro & Agrocana)