Conheça jogos e exercícios que ajudam a prevenir a demência

Conheça jogos e exercícios que ajudam a prevenir a demência

Conheça jogos e exercícios que ajudam a prevenir a demência

No dia 1º de outubro, o Estatuto do Idoso completou 15 anos e essa parcela da população se tornou pauta de vários veículos de comunicação e de debates pelo país. O assunto deve se tornar cada vez mais relevante no Brasil, já que, de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o número de idosos no Brasil cresceu 18% em cinco anos e ultrapassou 30 milhões de pessoas.

Em 2017, uma pesquisa feita pela Fundação Seade estimou que a população do estado de São Paulo com mais de 65 anos aumentará 3,3 vezes até 2050. Os idosos, que eram apenas 7,8% da população paulista em 2010, constituirão 22,7% dela. A região metropolitana de Ribeirão Preto será a mais velha do Estado, com uma média de idade de 45,6 anos.

Ao mesmo tempo, a Organização Mundial de Saúde (OMS) afirma que os casos de demência no mundo devem dobrar até 2030 e podem triplicar até 2050. Atualmente, o risco de demência já é de 1 em cada 8 pessoas com mais de 65 anos e de 1 em cada 2,5 pessoas com mais de 85. No entanto, há uma série de medidas preventivas que as pessoas podem tomar para evitar ou, ao menos, adiar essa condição. Leia mais sobre isso abaixo.

Como cuidar do seu cérebro

Há muitas medidas que as pessoas podem — e devem — tomar para chegar à terceira idade com um cérebro afiado. Cuidados que os médicos já recomendam para a saúde em geral, como ter uma boa alimentação, evitar o excesso de bebidas alcoólicas e fazer exercícios físicos são importantes para a saúde mental. Contudo, existem atividades que podem ser feitas para cuidar especificamente do cérebro. Veja algumas delas a seguir.

Jogos que estimulam o cérebro

Sim, é possível exercitar o cérebro e se divertir ao mesmo tempo. Um estudo publicado no International Journal of Evidence-Based Healthcare mostrou que praticar atividades prazerosas que estimulam a cognição — principalmente ler, jogar jogos e tocar um instrumento musical —, diminuem o risco de demência.

Já uma pesquisa publicada na Revista Brasileira de Ciências do Envelhecimento Humano (RBCEH), da Universidade de Passo Fundo (UPF), mostrou que o videogame Nintendo Wii “pode proporcionar resultados positivos no tratamento de idosos com déficit cognitivo”. Participar de competições também é uma ótima forma não só de treinar o cérebro, como de se socializar e de manter a motivação. No Estado de São Paulo, existem competições regionais de esportes e jogos especialmente direcionadas para idosos. Muitos jogos são benéficos para o cérebro, e aqui nós citamos alguns deles.

Xadrez: De acordo com um artigo traduzido e publicado pelo Clube de Xadrez Online (CXOL), o xadrez promove o desenvolvimento cerebral, exercita os dois lados do cérebro, melhora a memória e a capacidade de resolver problemas, aumenta o QI e a criatividade e também ajuda a prevenir o Alzheimer. Vinte Um: Esse jogo de cartas depende muito de estratégia. Como mostra este artigo do Betway, há quatro táticas principais no Vinte e Um para o jogador escolher, que podem guiá-lo, tornando o jogo mais complexo e permitindo que as suas chances probabilísticas de ganhar aumentem. Ao escolher por exemplo a tática de rendição, o jogo estimula a habilidade de fazer contas matemáticas. Jogos de palavras: Existem vários jogos de palavras, como o caça-palavras, a adedonha e palavras-cruzadas. O nome palavras-cruzadas pode, inclusive, referir-se a dois jogos diferentes: ao jogo de tabuleiro que também é chamado de Scrabble ou àqueles exercícios que geralmente vêm em jornais e revistas e há décadas são o passatempo de domingo de muitas pessoas.

Treinamentos feitos para o cérebro

Hoje existem muitos jogos e exercícios na internet que têm o objetivo de estimular o cérebro. Por exemplo, no site UOL, é possível jogar o “Palavras em Pedaços”, que exercita a atenção, a linguagem e a visão espacial, e estimula ambos os lados direito e esquerdo do cérebro.

Também há sites inteiramente dedicados a treinos e jogos que são benéficos para o cérebro e ajudam a evitar a demência. Alguns exemplos são o CogniFit, que apresenta ainda uma série de estudos científicos que embasam os exercícios do site, e o Supera Online, que também promete melhorar o desempenho dos usuários no trabalho.

Lembre-se: seja qual for o jogo ou exercício escolhido, o melhor é começar o quanto antes!