Camara aprova por maioria o pedido de cassação de Esquetini, mas ele permanece no cargo

Camara aprova por maioria o pedido de cassação de Esquetini, mas ele permanece no cargo

Após uma sessão tumultuada a Câmara de Matão votou o relatório da CEI que pedia a cassação. Apesar de ser aprovado pela maioria dos vereadores, o pedido de cassação foi barrado, porque pra cassar o mandato seriam necessários 2/3 dos votos.

O primeiro item foi votado. Sobre a cassação em relação a contratação do Tadeu Gimenez. Foram 6 votos a favor da cassação e 5 votos contra a cassação. A contratação já foi julgada irregular pela justiça.

Nas outras acusações  também o resultado foi o mesmo. Foram mais 5 acusações em que a cassação do Prefeito foi aprovada por maioria, porém como pro afastamento precisaria de 2/3 dos votos a cassação acabou sendo barrada. a sessão começou as 7 horas da noite e se estendeu até as 2 horas da manhã.

CONTRA A CASSAÇÃO DO PREFEITO

 Navarro,  Cleuza, Nau, China e Manzini

A FAVOR A CASSAÇÃO

 Ana Mondini, Carmo, Jonas,  Cerqueira , Sonia e Valtinho  Trevizaneli.

As irregularidades foram apontadas, ficaram transparentes, mas cinco vereadores parecem ser coniventes com a corrupção e os maus feitos, e mesmo diante de todas as provas apresentadas livraram a cara do Prefeito.   Navarro,  Cleuza, Nau, China e Manzini jogaram a sujeira pra baixo do tapete.

SESSÃO FECHADA

A sessão da Câmara foi fechada ao público em geral e apenas quem já tinha pego cupons pode assistir a sessão no plenário.