Câmara de Jaboticabal arquiva processo contra vereador

Câmara de Jaboticabal arquiva processo contra vereador

Comissão de Ética inocenta Valêncio no caso de suposta venda de extintores na Câmara
A Comissão Permanente de Ética da Câmara Municipal de Jaboticabal concluiu na manhã desta quinta-feira (30/08) a investigação aberta para apurar suposto uso da máquina pública para fins particulares pelo vereador Ednei Valêncio (PR). Após a leitura do relatório final, os membros da comissão deliberaram favoráveis à improcedência da denúncia e absolveu por unanimidade o parlamentar.

“É caso de improcedência da denúncia devido a não caracterização e ausência de materialidade dos fatos imputados ao vereador Ednei Valêncio”, julgou o relator do processo, vereador Beto Ariki (PSL), que foi acompanhado pelo presidente da comissão, vereador Luís Carlos Fernandes (PSC), e pelos demais membros, os vereadores Samuel Cunha (PSDB), Paulo Henrique Advogado (PEN) e João Bassi (PEN).

TUDO FARINHA DO MESMO SACO. Dificil acreditar que os vereadores iriam tomar alguma providência em relação ao uso de bens públicos para venda de extintor. Um dos membros da comissão, quando procurado hoje pelo jornal estava em uma emissora fazendo horário, acompanhado de sua assessora, paga com dinheiro público. Somado a isso Edu Fenerich mesmo respondendo  a várias denúncias no Ministério público foi eleito presidente da Casa. O que esperar???

Gravações telefônicas comprovam que Edney Valêncio transformou seu gabinete em um grande “balcão de negócios”