Criança morre em creche depois de engasgar com fruta

Criança morre em creche depois de engasgar com fruta

Morre criança que engasgou comendo fruta em escola de Araraquara
Menino foi socorrido ao Hospital e não resistiu

.Atendimento foi feito por socorristas do Samu
Morreu, na noite desta terça-feira, uma criança de apenas dois anos que estava internada desde o meio da tarde no Hospital São Paulo, em Araraquara, depois de engasgar ao comer uma fruta dentro da escola particular em que estudava. O menino, que completou dois anos em agosto, chegou a ser socorrido e não resistiu.

Amigos disseram que a criança pegou um morango com um amigo durante o lanche e engasgou. Sem ar, funcionários se assustaram e logo chamaram o socorro com a viatura do Samu que conseguiu reverter o quadro de parada cardiorrespiratória, segundo Boletim médico divulgado pouco depois do acidente. No entanto, a situação complicou no final da noite.

Acidentes como este são perigosos. No mês passado, um menino de 10 anos morreu engasgado após comer um cachorro-quente durante uma excursão promovida pelo seu colégio em Campinas. Em entrevista anterior ao site IG, a pediatra Natasha Slhessarenko, do Delboni Medicina Diagnóstica, explica que a tosse ao engasgar é comum, pois esse é o mecanismo do organismo para expelir o corpo estranho.

“Não coloque o dedo na boca para tentar retirar o objeto. Isso pode acabar fazendo com que ele seja empurrado e a situação piore. Se for o caso, verifique antes se ele está visível e se há espaço suficiente para a tentativa de retirar. Se a criança tiver mais de um ano, abrace-a por trás, entrelaçando as mãos no peito, mais ou menos entre os mamilos, e faça movimentos de compressão, apertando, como se estivesse ‘dando um tranco’”.

De acordo com a médica, sempre que perceber que a criança está ficando roxa e/ou perdendo os sentidos, acione o socorro imediatamente, seja chamando os bombeiros, o Samu ou levando-a a um pronto-socorro. Mesmo que consiga desengasgar a criança, é importante levá-la depois a uma consulta médica para verificar, através de exames, se não ficou algo no organismo ou algum machucado.

Como desengasgar crianças de mais de 1 ano

No caso de engasgo de crianças com mais de 1 ano de idade, você pode realizar a manobra de Heimlich.

Posicione-se atrás da criança, abraçando-a em torno do abdômen. (Pode ser que você precise ficar de joelhos atrás da criança para fazer a manobra.)

Segure o punho de sua outra mão e faça compressões contra o abdômen, entre o fim do osso esterno e o umbigo na direção para cima, por quatro vezes. As compressões devem ser vigorosas mas não violentas, para não machucar a criança.

Mesmo que a criança se desengasgue e pareça bem, se ela tiver perdido a consciência, mesmo que rapidamente, leve-a ao hospital no mesmo dia.
Caso a criança piore e deixe de respirar, grite imediatamente para alguém chamar o serviço médico especializado, ligando para 192 (Samu) ou 193 (Corpo de Bombeiros), ou providenciar um transporte até o hospital. Enquanto isso, comece a fazer compressões torácicas nas manobras de ressuscitação.
Meu filho parece engasgado mas não colocou nada na boca. O que faço?

Se seu filho parece estar engasgado mas não colocou nada diferente na boca, e ele não estava comendo, leve-o ao hospital imediatamente.

Ele pode estar com uma reação alérgica a algum alimento ou picada de inseto, por exemplo.Ele também pode ter broncoaspirado algum objeto ou líquido.

Quais as principais causas de engasgo em crianças?

Em alguns casos de objeto engolido, ele não obstrui totalmente as vias aéreas, mas ainda assim é preciso levar a criança ao hospital para que ela seja monitorada e para que, eventualmente, o objeto seja retirado com um endoscópio, sob anestesia.

Segundo os especialistas, os principais causadores de episódios de engasgo são:

Feijão, arroz e pedaços de fruta, como maçã (mas isso não quer dizer que você não deva dar esses alimentos ao bebê — apenas mantenha-se atenta enquanto ele come)
Peças pequenas que se desprendem de brinquedos
Bolinhas de gude
Pilhas, baterias e ímãs (especialmente perigosos por poder causar intoxicação e perfuração intestinal)
Tampas de caneta
Moedas e botões
Parafusos
Balas

FONTE ACidadeON/Araraquara ACidade ON – Araraquara