Taquaritinga se credencia a receber recursos do exterior- Cidade pode receber 100 milhões em investimentos

Taquaritinga se credencia a receber recursos do exterior- Cidade pode receber 100 milhões em investimentos

Taquaritinga se tornou notícia nacional ao ser selecionada entre as 10 cidades brasileiras contempladas em projeto internacional. Com isso, credencia-se a receber uma verba de aproximadamente R$ 100 milhões para investimento em áreas como trânsito, meio ambiente e saneamento, oriunda da Comunidade Europeia e do Banco Mundial.

A inserção do município na RBCIH deve-se a um projeto desenvolvido pela Secretaria Municipal de Governo, em março 2014. De acordo com o prefeito, Dr. Fulvio Zuppani, a partir de agora todas as providências serão tomadas para dar andamento ao projeto. A carta de intenções de Taquaritinga foi enviada em inglês. “É um projeto bastante abrangente de viabilidade urbana, sustentabilidade e mobilidade. Cem milhões de reais é quase o valor de um orçamento anual da nossa cidade”, observou.

O anúncio foi feito durante o 1.º Encontro da RBCIH (Rede Brasileira de Cidades Inteligentes e Humanas), realizado em Olinda (PE), na semana passada, durante a feira de tecnologia Campus Party. Conforme reportagem veiculada pelo “Jornal da Globo” no último dia 24, além de Taquaritinga, as primeiras dez cidades do país escolhidas para receber investimentos do exterior são: Recife (PE), Olinda (PE), Paulista (PE), Porto Alegre (RS), Anápolis (GO), Vitória (ES), Colinas de Tocantins (TO), Rio das Ostras (RJ) e Brasília (DF).

Cidades Inteligentes

– Também conhecidas como Smart Cities, as Cidades Inteligentes utilizam a tecnologia e recursos digitais para melhorar o desempenho, reduzir custos e consumo de recursos e se envolverem de forma mais eficaz e ativa com seus cidadãos a fim de melhorar qualidade de vida da população. Uma cidade inteligente deve ser capaz de responder mais rapidamente aos problemas e desafios globais e ter uma relação com os habitantes, onde todos possam ser agentes transformadores, causando uma verdadeira revolução social através da informação.

O objetivo foi a criação de uma rede de cidades que possam trocar experiências em inovação, e fortalecer a captação de recursos que viabilizem a implantação de projetos de tecnologia em cada uma delas. Cidades de Portugal, Finlândia, Bélgica, Itália e Espanha também fazem parte. O projeto, que tem o apoio do Banco Mundial, é uma iniciativa do Fórum Nacional de Ciência e Tecnologia, da Frente Nacional de Prefeitos e da União Europeia.

 

Fonte – assessoria de imprensa Taquaritinga