Notícia da Região
Avanço da Covid 19 para o interior de SP alavanca procura pelos protocolos sanitários
Postado em 28/07/2020

Avanço da Covid 19 para o interior de SP alavanca procura pelos protocolos sanitários

Avanço da Covid 19 para o interior de SP alavanca procura pelos protocolos sanitários

A disparada dos números da doença provocam empresas dos mais diversos portes e segmentos a buscarem as soluções da medicina diagnóstica para garantir a segurança das atividades e o bem estar dos colaboradores no ambiente de trabalho

São Paulo, 27 de julho de 2020. O estado de São Paulo começa a semana em alerta. O último boletim emitido pelo Governo do Estado aponta que, pela primeira vez desde o início de julho, o estado voltou a ter alta na média móvel de casos neste final de semana. Apenas no domingo, a média móvel de casos confirmados por dia chegou a 9.848, com média móvel diária de óbitos chegando a 268. Ainda de acordo com o relatório, dos 645 municípios paulistas, houve pelo menos uma pessoa infectada em 638 município. Em 455 destes com um ou mais óbitos.

Essa interiorização da pandemia no Estado de São Paulo chama atenção das autoridades e o avanço da doença para as cidades vizinhas à capital paulista e acende um alerta para a importância de não relaxar nas medidas de segurança nesta etapa de retomada das atividades econômicas. Segundo a Secretaria de Saúde do Estado, o número absoluto de contaminados no interior do Estado é superior a 170 mil casos. Ainda de acordo com o balanço, no litoral os casos confirmados passam de 100 mil casos. Os índices mostram também que na última semana do total de óbitos registrados no estado, mais de 45%, aconteceram nas cidades do interior.

O crescimento dos números da pandemia nas cidades vizinhas à capital, que é o epicentro da doença, tem provocado companhias a investirem nos protocolos sanitários para a saudabilidade dentro do ambiente de trabalho. Essa corrida pela consultoria em saúde desponta como principal aliada das organizações para garantir que o processo de retomada da economia acontece de forma segura e eficaz.

Em São Caetano do Sul, por exemplo, onde o total de casos confirmados chega a 2.360 e 112 vidas perdidas, a busca pelo serviço disparou. Exemplo desta crescente está nos índices registrados pelo Grupo Sabin Medicina Diagnóstica, como explica a gestora da regional da companhia, Júlia Vasques. "Aqui na região, companhias de vários setores e portes nos procuram diariamente para investir na saúde e qualidade de vida de seus colaboradores. A reabertura dos estabelecimentos comerciais inspirou gestores a apostar neste serviço e nosso balanço aponta para um crescimento superior a 20% no último mês. Diante deste cenário, o Grupo Sabin expandiu seus canais de atendimento para facilitar o acesso ao nosso portfólio e atender, de forma prática e eficiente, as principais necessidades das companhas", destaca a gestora.

Além disso, a empresa anunciou ainda que para amparar com solidez esta etapa de retomada, conta com um time completo de especialistas em saúde para indicar como os protocolos devem ser adotadas dentro de cada realidade. "São médicos radiologistas, cardiologistas, fonoaudiólogos, pneumologistas, etc. Um elenco de primeira para apontar soluções e medidas a serem adotadas dentro de cada empresa. É um trabalho exclusivo e diferenciado, reforçando nosso compromisso de oferecer medicina de qualidade e excelência", afirma Vasques.

Campinas, onde já foram confirmados mais de 14 mil casos da doença, a realidade se repete. Empresas dos mais diversificados setores buscam pela assessoria de saúde. O médico e Gestor do Grupo Sabin Medicina Diagnóstica, Dr. Alex Galoro, ressalta que investimento neste procedimento segue em ritmo acelerado na região há mais de dois meses. "Aqui em Campinas, do total de exames realizados por dia, cerca de 70% é demandando pelas empresas. Grandes marcas, pequenos escritórios têm buscado pelos protocolos sanitários. "Esta realidade do mercado é um ponto super positivo. É importante saber que os empresários estão preocupados com o bem estar e a qualidade de vida de sua equipe e sabe que não é apenas reabrir as portas das empresas. É preciso compreender como está a saúde do profissional ao retornar à sua jornada. Os exames ajudam a compreender se este colaborador teve algum contato com o vírus, se está infectado e se oferece riscos aos outros parceiros", esclarece Galoro.

.



Jornal Cidades ⓒ Copyright 2020