Notícia de Matão/Taquaritinga
Prefeitura de Matão recebeu mais 2.590 doses da vacina Coronavac
Postado em 29/03/2021

Prefeitura de Matão recebeu mais 2.590 doses da vacina Coronavac

Prefeitura de Matão recebeu mais 2.590 doses da vacina Coronavac
A cidade de Matão recebeu na última quinta-feira (25) outra grade de vacinas Coronavac e inicia nesta segunda-feira (29) o agendamento e a imunização das pessoas de 69, 70 e 71 anos de idade. Estes idosos devem ligar nos postos de saúde para agendarem o horário da imunização. São mais 2.590 doses, sendo que 1760 serão usadas para imunização da já referida faixa etária de 69, 70 e 71 anos e as outras 830, para aplicar a segunda dose nos pacientes da faixa etária entre 75 a 79 anos.
 
Desde o início da Pandemia da COVID-19, até agora, Matão recebeu 12.566 doses de vacinas. O prefeito Adauto Scardoelli disse que “sente-se feliz em alcançar esta etapa, mas ressalta que ‘a luta ainda é grande’! Estamos juntos com os demais prefeitos cobrando o Governo Federal, para que a imunização seja acelerada, pois a vacina é a mais eficiente das ações capazes de frear a proliferação da doença”.
 
Adauto, explicou ainda, que esta semana participou da Assembleia de constituição do Consórcio Nacional de Vacinas organizado pela ‘Frente Nacional de Prefeitos’ (FNP). O Consórcio tem a adesão de milhares de cidades do Brasil. O prefeito, aproveitou para “agradecer a todos os Vereadores, que aprovaram, por unanimidade, a entrada de Matão no Consórcio”.
 
“Estamos preparados para fazer a realização da imunização em massa da população, mas infelizmente, em razão da demora do Governo Federal, muitas vidas foram perdidas, inclusive em nossa cidade, parentes, amigos, vizinhos”, lamentou o prefeito Adauto.
 
O Secretário da Saúde Ademir de Souza disse também que “com mais essa grade de vacinas, Matão totaliza o recebimento de 12.566 doses. Isso ainda é pouco, pois representa apenas cerca de 6% do total da população a ser imunizada”. E alertou: “portanto, todo cuidado ainda é pouco, pois o Hospital ‘Carlos Fernando Malzoni’, apesar de todos os esforços, trabalha há vários dias no seu limite de capacidade de atendimento, por isso, o isolamento social, o uso da máscara e a higiene das mãos com água e sabão ou álcool em gel, continuam sendo prioridades para ajudar a evitar medidas mais drásticas de isolamento”.

.



Jornal Cidades ⓒ Copyright 2020